terça-feira, 17 de novembro de 2009

Quimera


Quisera eu, poder suavizar com carinhos
As rugas do teu rosto, apagar o sofrimento.
Poder tirar dos teus ombros
Todo o peso dos teus problemas.

Quisera eu, poder te provar que tudo passa
E que não há motivo para ter medo.
Ter as respostas certas
Para as tuas dúvidas e angústias.

Quisera eu, trazer de volta os sonhos perdidos
Resgatar tua esperança.
Estar sempre perto
Para nunca mais chorares sozinho.
Quisera eu, nas horas difíceis te oferecer meu afeto,
Te indicar o melhor caminho.
Te mostrar o que conheço de mais belo
Seja lugar, palavra ou sentimento.

Quisera eu, te pegar pela mão
E te levar comigo.
Te oferecer meu abraço sincero
Te dar meu amor como abrigo.

Quisera eu,
Te fazer entender o que sinto.
Quisera eu...
Porque te quero!

2 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Quimera
é uma palavra
de linda pronúncia...

Beijo,
doce de lira

Nydia Bonetti disse...

Também acho linda esta palavra, Charmene. E rima com quisera. :)

Ah... o que a gente não quer, quando quer bem...

PS: Também me assuto ainda como número de acessos. :) Nem sei como as pessoas me descobriram, mas sempre fico muito feliz com a presença de todos.

abraços!